Notícias da Igreja

Com aumento das tensões, bispos coreanos pedem orações pela paz

Autor:

Seul (RV) – Com o aumento da tensão entre Coreia do Norte e Estados Unidos, os bispos coreanos pediram na mensagem divulgada por ocasião da Solenidade da Assunção da Santíssima Virgem Maria – celebrada em 15 de agosto – que os católicos da Coreia do Sul peçam a intercessão da Mãe de Deus pela paz.
Na mensagem assinada pelo Cardeal Andrew Yeom Soo-jung, também é pedido aos católicos que rezem o rosário em comemoração ao 100º aniversário da aparição mariana em Fátima.
“A Virgem Maria nos pediu para rezar o rosário pela conversão dos pecadores e pela paz no mundo”, disse o Cardeal Yeom.
Rosário, derrota o mal e constroi a paz
“O Rosário é nossa arma espiritual para derrotar o mal de forma eficaz e nos ajudará a superar os desafios da nossa fé e a nos transfigurar para nos tornarmos construtores da paz mundial”, afirmou o purpurado
A Coreia foi libertada do governo colonial japonês em 15 de agosto de 1945, coincidentemente no mesmo dia, os católicos celebram a festa da Assunção de Maria. A Igreja Católica na Coreia também é dedicada à Mãe Santíssima, pois considera sua libertação como um “presente de Maria”.
Coreia do Norte chamada ao diálogo
O Cardeal Yeom expressou sua grande preocupação com as tensões crescentes na península coreana, alimentadas pelos programas de armas nucleares e mísseis da Coreia do Norte.
“Para a segurança e o futuro de todos os coreanos, a Coreia do Norte deve sentar à mesa de negociações e abandonar suas armas nucleares”, exortou ele.
A Coreia do Norte assegurou na quinta-feira (09/08) que está “examinando cuidadosamente” planos para um ataque com mísseis na ilha de Guam, poucas horas depois de o Presidente dos EUA Donald Trump ter alertado Pyongyang de que qualquer ameaça para a América encontraria “fogo e fúria”, segundo reportado pela Reuters.
Bispos lançam apelos à paz
Em sua mensagem para a festa mariana, o Bispo Lazarus You Heung-sik, de Daejeon, reiterou que “a igreja deve promover a cultura da paz e da vida contra a cultura da morte que está crescendo na península coreana. Devemos defender nossa paz orando por misericórdia e paz “.
Já o Bispo Peter Lee Ki-heon, de Uijeongbu, pediu um acordo de paz entre as duas Coreias, que tecnicamente ainda estão em guerra.
O prelado também pediu aos líderes mundiais que trabalhem juntos para resolver as tensões na península.
O bispo John Chrysostom Kwon Hyeok-ju de Andong pediu aos católicos na Coreia para serem construtores de paz.
“Vamos conseguir a paz nesta terra realizando obras de paz em nossas vidas diárias”, disse ele. (JE/UcaNews)

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.requerido

*

* *